Espaço destinado à divulgação de informações sobre concursos na área de zoologia. Para acessar detalhes clique nos links abaixo. Envio de contribuições para divulgação podem ser encaminhadas continuamente para o endereço secretaria@sbzoologia.org.br.

  • DATA

    11

    NOV

    XXXVIII Encontro Anual de Etologia

    XXXVIII Encontro Anual de Etologia (EAE 2021) organizado pela Sociedade Brasileira de Etologia (SBEt), que é uma das sociedades integrantes do Fórum de Sociedades da Área de Zoologia.

    Segundo compromisso firmado entre as sociedades integrantes do Fórum, os sócios da SBZ serão considerados na categoria de 'sócios vinculados' em nosso evento e, portanto, irão usufruir de descontos na inscrição do EAE 2021, pagando o mesmo valor dos sócios da SBEt (https://eaerbc2021.wordpress.com/inscricoes).

    Este ano, o evento será realizado em conjunto com a III Reunión de Biología del Comportamiento del Cono Sur, um evento internacional que conta com organizadores do Uruguai, Argentina, Chile e Brasil e será realizado de forma online entre os dias 11 a 13 de novembro de 2020.

    Receberemos propostas de Simpósios a serem realizados como parte da programação do EAE 2021 no período de 15 de abril a 31 de maio e a submissão de resumos ocorrerá de 1 de junho a 30 de julho de 2021.

    Mais detalhes sobre o evento podem ser encontrados na página https://eaerbc2021.wordpress.com/ e também nas redes sociais @sbetoficial e @encontroanualdeetologia.

     

    Acontecimentos importantes Datas ao longo de 2021
    Submissão de propostas de simpósios 15 de abril a 31 de maio
    Abertura das inscrições 15 de maio
    Inscrições com valor reduzido 15 de maio a 30 de agosto
    Submissões de resumos 1 de junho a 30 de julho
    Inscrição no concurso de fotografia 30 de julho a 11 de setembro
    Inscrição no Prêmio César Ades 30 de julho a 11 de setembro
    Submissão do link para vídeos no Youtube até 11 de outubro
    Realização do evento 11 a 13 de novembro

     

     

     

     

  • DATA

    30

    NOV

    Concurso público UFS

    Concurso público na área de zoologia de invertebrados para professor do Departamento de Biologia da Universidade Federal de Sergipe (UFS).

    Graduação em Ciências Biológicas, com Doutorado em Zoologia ou em Biologia Animal na Área de Invertebrados não Ecdysozoa.

    Informações adicionais: https://drs.ufs.br/uploads/content_attach/path/31902/Edital_008_2021_Efetivo_CALEND_RIO.pdf

    ATIVIDADES DO CONCURSO PERÍODO
    Lançamento do Edital 02/08/2021
    Período das inscrições - 30 dias 09/08/2021 a 07/09/2021
    Pagamento da GRU 09/08/2021 a 08/09/2021
    Pedido de Isenção de Taxa 09/08/2021 a 18/08/2021
    Divulgação do resultado da Isenção de Taxa 26/08/2021
    Divulgação da lista preliminar das inscrições deferidas 15/09/2021
    Recurso contra indeferimento de inscrição 16/09/2021 e 17/09/2021
    Divulgação definitiva das inscrições deferidas 20/09/2021
    Prazo para realização das provas A partir do dia 30/11/2021 até o dia 29/01/2022, conforme o prazo mínimo de 120 (cento e vinte) dias e máximo de 180 (cento e oitenta) dias corridos após a publicação do edital no Diário Oficial da União.
  • DATA

    08

    MAR

    Esquenta ZOO - evento online pré XXXIV CBZ

     

    A atual situação da pandemia levou a coordenação do XXXIV Congresso Brasileiro de Zoologia, que seria presencial, a mudar sua data de março para setembro de 2002. Com essa mudança, espera-se fornecer maior segurança aos participantes de todas as idades. Entretanto, para iniciar, aquecer e manter a discussão do tema do congresso presencial, está sendo organizado o evento virtual "Esquenta ZOO", nos dias 08 e 09 de março de 2022.

    Durante dois dias serão discutidos assuntos ao tema do XXXIV CBZ - "Zoologia em tempo de mudanças: sobrevivendo à tempestade perfeita".

    Abaixo respondemos algumas dúvidas sobre o "Esquenta"

    O “Esquenta Zoo” substitui o XXXIV CBZ?

    Não. O XXXIV CBZ será presencial, entre os meses de setembro e outubro de 2022 (em breve confirmaremos a data). O “Esquenta Zoo” é uma forma segura de nos encontrarmos e matar as saudades enquanto o congresso não chega.

    O “Esquenta Zoo” será 100% virtual?

    Sim. Para garantir a segurança de todos, desde os participantes, palestrantes e equipe técnica envolvida, o “Esquenta” será 100% virtual.

    Preciso pagar para participar do “Esquenta”?

    Para viabilizar a estrutura técnica necessária haverá uma taxa de R$ 50,00 para a participação. Mas veja, 90% desse valor se reverterá em bônus para sua participação no congresso presencial. Bacana, né?  Participando do “Esquenta” você terá 90% do valor descontado na sua inscrição para o congresso.

    Receberei certificado de participação?

    Sim. Após o evento, os participantes receberão certificado de participação.

    Já posso me inscrever?

    Em breve as inscrições serão liberadas aqui no site do XXXIV CBZ. Fique atent@!

    Onde posso acessar a programação?

    A comissão científica está trabalhando em uma programação muito especial. Logo, logo ela estará no site e em nossas mídias sociais.

    Não sou biólogo, posso me participar?

    Sim. Como o evento será virtual, não teremos limite de inscritos e tod@s serão bem-vind@s!

    Vem pro ESQUENTA ZOO!


    TEMA: Zoologia em tempo de mudanças: sobrevivendo à tempestade perfeita

    DATA: Segundo semestre de 2022

    LOCAL: Centro de Convenções da FIEP, Curitiba, PR

    MAIS INFORMAÇÕES: acesse o site do evento - https://www.cbzoo.com.br

    Siga-nos nas redes sociais:

    https://www.facebook.com/CBZoo2022

    https://www.instagram.com/cbzoo2022

    https://twitter.com/cbzoo2020

    Zoologia em tempo de mudanças: sobrevivendo à tempestade perfeita

    Durante os últimos 10.000 anos o nosso planeta passou por um período de relativa estabilidade climática e geológica. Por volta de 7.500 anos surgem as primeiras cidades, as quais refletiram nossos avanços tecnológicos e sociais. Desde então o Homo sapiens se desenvolveu de forma exponencial e a sociedade, educação, cultura e tecnologia se tornaram cada vez mais complexas e interligadas. A população humana vem crescendo vertiginosamente graças a esses avanços, tornando o inesperado, possível – o planeta hoje alberga cerca de 8 bilhões de pessoas vivendo em condições profundamente diferentes. A pressão e as ações da população humana geraram mudanças e cenários ambientais globais que não refletem aqueles observados nos últimos 10.000 anos.

    Ciência e tecnologia nos trouxeram até esse momento, numa corrida vertiginosa que produziu esse mundo no qual vivemos e que, graças às nossas ações, encontra-se em risco. Paradoxalmente, o que nos permitiu chegar aqui é também responsável por mudanças no Planeta que colocam em risco exatamente o que somos: uma humanidade tecnológica.

    Esse é o momento de confrontarmos racionalmente o futuro e de planejar como vamos lidar com essas mudanças. As alterações climáticas, as mudanças da distribuição das espécies e das comunidades locais, a emergência de novas enfermidades em espécies silvestres e cultivadas, as enfermidades infecciosas emergentes em humanos, a destruição da hábitats, as extinções crescentes de espécies, a sobre-exploração de recursos naturais (ex. pesca, recursos minerais), o aumento na frequência de acidentes ambientais, a pressão agrícola, a poluição, espécies invasoras, dentre tantos outros, mudaram e continuarão a mudar o mundo e terão profundos impactos na nossa qualidade de vida e sobrevivência. Somado a isso, quando é tão necessária, a ciência vem sendo difamada e questionada por governantes e por uma parte da sociedade– teorias absurdas e pseudocientíficas são propostas para substituir o conhecimento testado e estabelecido ao longo de séculos de desenvolvimento científico e tecnológico. Os investimentos em pesquisa científica vêm sendo sistematicamente limitados, em especial em nosso país. Os argumentos utilizados são, normalmente, associados com a impossibilidade do gasto com a área, o que revela uma percepção completamente errônea do papel das ciências nas políticas públicas. Além de, certamente, demonstrar interesses políticos, modismos e achismos do momento.

    Observa-se uma enorme pressão em direcionar a pesquisa e o ensino para áreas aplicadas e/ou consideradas como mais populares. Mas ciência não se faz apenas assim e a história sobre nosso desenvolvimento científico e tecnológico deixa isso bem claro.

    As diferenças sociais entre os povos desse planeta se acentuam, e a falta de recursos naturais para prover a sobrevivência de populações em diversas partes do mundo leva às migrações em busca de condições melhores de vida. Guerras, preconceito, pobreza, fome e sede são algumas das consequências de nossos próprios atos sobre a natureza desse planeta.

    A pesquisa em Zoologia no Brasil é uma das mais vibrantes e respeitadas em todo o mundo, consequência da dedicação e da capacidade de nossos pesquisadores e da nossa megabiodiversidade. Nesses tempos de mudanças precisamos discutir e planejar nossas pesquisas e ações de maneira a nos permitir enfrentar a tempestade perfeita que se forma no horizonte, resultante das consequências sinergéticas de todas as pressões que impusemos no Planeta.

    Nesse cenário, em 2022, em Curitiba, durante o XXXIV Congresso Brasileiro de Zoologia, vamos analisar, interpretar e planejar o enfrentamento desses problemas no nosso futuro imediato e futuro. Não é o momento de negar, ignorar os problemas. Soluções baseadas na ciência tornam-se fundamentais, mas, paradoxalmente, ela vem sendo menos valorizada pelos governantes mundiais e mesmo por parte da população. Entender a origem dos problemas e racionalmente propor soluções é algo que só será possível quando enfrentarmos de forma frontal e objetiva os problemas que nós mesmos criamos, como sociedade. Antigamente pensávamos em deixar um mundo melhor para as próximas gerações. Agora sabemos que é momento de pensarmos as soluções que vão garantir que efetivamente deixaremos um mundo minimamente habitável, idealmente melhor do que o atual, para a nossa geração.

    Se você é como nós e considera a ciência fundamental para a busca de soluções para o Planeta e para a nossa sociedade, planejem nos encontrar em Curitiba, entre 7 e 10 de março de 2022. O XXXIV Congresso Brasileiro de Zoologia irá promover uma imersão na Zoologia nacional, além de discutir e planejar o nosso futuro, contribuindo para a proposta de soluções e definição dos caminhos para seguirmos na travessia dos tempos que se apresentam.

     

    Comissão Organizadora XXXIV CBZOO

  • DATA

    16

    OUT

    XXIV Encontro Brasileiro de Ictiologia

    XXIV Encontro Brasileiro de Ictiologia terá como tema a conexão de conhecimentos para a compreensão pública da ictiologia. No momento em que parte considerável da sociedade parece não acreditar na ciência, é fundamental entendermos como sua credibilidade é avaliada e discutirmos como o conhecimento sobre a ictiofauna pode ser melhor compreendido e assimilado pelo público em geral. 

    Local: Gramado, RS

    Data: 16 a 21 de outubro de 2022

    O que você encontrará no XXIV EBI?

    - Palestrantes renomados da área

    - Mesa Redonda

    - Simpósio

    - Minicursos

    - Submissão de Trabalhos

    - Programações sociais pela cidade

    Informações adicionais: https://ebi2021.com.br